História

por adm publicado 31/07/2018 12h35, última modificação 27/11/2019 15h13

    fotoHistorico.png

A lei provincial N 340, de 28 de janeiro de 1857, criou os municípios de Canguçu e Passo Fundo, sendo seu criador o Brigadeiro Jerônimo Francisco Coelho. Canguçu foi o 22º município a ser criado no Rio Grande do Sul, sendo o 8º, por ato do Presidente da Província. 

Pelo artigo 3º da referida lei: A Villa de Canguçu compreenderá em seus limites, além dos distritos da freguesia deste nome, os da freguesia de Cerrito, todos com as divisas que atualmente tem.Canguçu havia integrado por 27 anos o município de Piratini. 

A Vila de Canguçu possuía 458 pessoas e 52 casas térreas e 2 sobrados.A instalação do município teve lugar em 23 de junho, em ato presidido pelo notável historiador, Comendador Manuel José Gomes de Freitas, filho ilustre de Canguçu, onde nasceu conforme assento de batismo, em 1811, e na ocasião Presidente da Câmara de Piratini. Foi auxiliado pelo secretário daquela Câmara, Luiz Joaquim da Luz, tabelião em Piratini. 

No ato da instalação foi dada posse a cinco dos sete vereadores eleitos em 3 de maio: José Rodrigues Soares - Presidente, José Antônio Pimenta, Domingos José Borges, Ignácio Francisco Duarte e Manuel Jesus Vasques. Não tomaram posse Manoel Carvalho Carvalho de Abreu e Antônio Joaquim Caldeira, ambos de Cerrito.Serviu de secretário Vicente Ferrer de Almeida, natural de Lavras e que seria o segundo coletor de Canguçu. 

A Câmara funcionou por longos anos em prédio, na Rua Júlio de Castilhos, na quadra da Igreja Matriz. 

vejaMais.png